Com cinco amarelos e duas expulsões, Ba-Vi termina em 0 a 0
Por Redação
0:20 | 11/03/2019

Silvânia Nascimento de Salvador para o Diário Esportivo

O torcedor tricolor que compareceu na Arena Fonte Nova, na tarde deste domingo (10), não saiu satisfeito com o resultado de 0 a 0, diante do Vitória, na partida válida pela 8a rodada do Campeonato Baiano.

Pior do que o placar é a consequência que ele proporcionou ao Bahia. Isso porque, o empate não foi suficiente para colocar o Esquadrão entre os quatro primeiros da competição. Com 12 pontos, o Tricolor é o quinto colocado do Baianão, onde acumula três triunfos, três empates e duas derrotas. Apesar da diferença pro rival ser de apenas um ponto, o Rubro-Negro ocupa o terceiro lugar da classifição com 13 pontos. Foram três vitórias, quatro empates e uma derrota.

A partida foi marcada por cinco cartões amarelos (três para o Tricolor e dois para o Vitória) e pelas expulsões dos zagueiros Edcarlos, após cometer falta em Gilberto, e Jackson, que já estava amarelado, e depois de fazer falta em Léo Ceará foi penalizado com outro amarelo, sendo expulso logo em seguida.

Para este duelo a novidade foi a reestreia do atacante Neto Baiano, que disputou o primeiro Ba-Vi, na sua quarta passagem no Vitória. No segundo tempo, o ídolo rubro-negro se machucou no campo e precisou ser levado no carrinho.

Este é o segundo clássico entre Bahia e Vitória que acaba em empate. O primeiro, ocorrido em 3 de fevereiro, válido pela Copa do Nordeste, terminou em 1 a 1.

A liderança e vice-liderança do campeonato estão com o Bahia de Feira e o Vitória da Conquista, respectivamente.

(Foto: Maurícia da Matta | EC Vitória)

Receba todas as notícias no seu WhatsApp!
Cadastre-se e faça parte da lista de transmissão do Diário Esportivo!