ARTIGO: Com média de idade de 20 anos, Juventude é o exemplo de superação no Baianão Feminino

Por Rafik Oliveira.

O Juventude Esportiva, fundado em 2012, pelo ex-jogador Claudir, fez toda sua história ao longo desses 7 anos em Vitória da Conquista. Em 2019, para a disputa do campeonato estadual, o Xerife da Fonte, como era conhecido nos tempos em que atuou pelo Bahia, buscou parcerias pelo sudoeste do estado, até se encontrar e conseguir apoio- com o Prefeito de Belo Campo – Quinho.

Feito isso, começou a busca pelo treinador e atletas que estariam compondo o elenco da equipe para a competição. O nome da vez era Rodrigo Ferraz, então trabalhando no Rio Branco de Americana. Com três anos à frente do projeto Meninas de Americana, Rodrigo conseguiu destaque no cenário estadual, com seu elenco jovem, e sempre despontando nas competições em que o clube disputava. Nesse período, conseguiram o título dos jogos regionais do interior paulista, e também a Copa da Várzea, sendo campeão nos pênaltis, contra a Ponte Preta.

 Junto a ele, mais 10 atletas de São Paulo vieram para iniciar os trabalhos no interior da Bahia.

Da esquerda para direita: Mayara, Giovana, Rodrigo, Larissa Matos, Ana Caroline e Jaine.
(Foto: Divulgação/Jornal Liberal de Americana).

O nome Juventude, em referência à associação, não é por caso. Juntando as atletas que vieram de outros estados, com as da cidade de Belo Campo, chegamos a uma incrível média de apenas 20 anos de idade. A atleta mais velha do grupo – Ana Caroline – tem 24 anos, e é considerada como a principal referência, assumindo a camisa 10 e faixa de capitã nos jogos da equipe.

Confronto entre Juventude x Lusaca. (Foto: Thaminy Brito/Facebook da PMBC).

A população belocampense, juntamente com o comércio local, são outros exemplos de dedicação e amor ao esporte. Desde os primeiros dias, é possível enxergar o apoio e incentivo das pessoas para com a equipe. A média de público no estádio Xavierão ultrapassa a marca de 500 torcedores por jogo.

Em 5 jogos disputados, desde a primeira fase, foram três vitórias, um empate e apenas uma derrota. Se classificaram na primeira colocação, no grupo considerado o mais difícil do campeonato, contendo, além do Juventude, as equipes do Lusaca – campeão baiano de 2017 -, e do Vitória da Conquista – conhecido por revelar atletas no esporte.

Nas semifinais, o adversário será a equipe do Jequié. O confronto será às 15:00 desta quarta-feira, no Estádio Renato Vilar, em Manoel Vitorino.

Foto: Thaminy Brito/Facebook da PMBC

Fique atualizado!
Siga o Diário Esportivo nas redes sociais:
Compartilhe essa matéria
Cadastre-se e receba notícias esportivos de Vitória da Conquista e região direto no seu WhatsApp!

*Ao se cadastrar, você concorda em receber notícias de Vitória da Conquista e região no seu WhatsApp.